Fornecedor: Os 10 mandamentos do preço

Atualizado: Jan 18

Eu amo o que faço e muitas pessoas acreditam que eu seja rico pela quantidade de eventos de qualidade que organizo todos os anos.


Durante estes quase 20 anos na área de casamentos, eu sempre estive tão animado com o meu trabalho e de ter a oportunidade de criar novos projetos de eventos que acabava esquecendo de fazer a pergunta mais importante no mundo dos negócios:"Estou fazendo o dinheiro?"


Embora eu seja um dos cerimonialistas mais experiente em atuação em minha área, eu também luto com a evasão. Às vezes, o meu lado artista assume minha mente e eu só penso em criar grandes projetos e fazer meus clientes felizes, e não me concentro em minhas margens de lucro.


Infelizmente, para executar um negócio bem sucedido (e ter a oportunidade de conhecer e agradar mais clientes) devemos equilibrar os dois lados da equação.


PONTO DE PARTIDA: Você nunca está cobrando o bastante.


Dito isso, eu gostaria de compartilhar minha lista com os 10 mandamentos do Preço:


1- Reveja sua margem de lucro a cada seis meses: Pode ser mais fácil ciar pacotes de serviços a cada ano, mas a maioria dos suprimentos e matéria prima de nossos trabalhos sofrem reajustes entre 4 e 6 meses e se demoramos muito para reajustar os valores, perdemos a margem de lucro.


2- Não desmereça o seu trabalho: Só porque todo mundo não possui recursos suficientes para pagar pelo seu trabalho, isso não significa que você não vai encontrar clientes que possam banca-lo.


3- Não se subestime: Decida não reduzir seus preços de tal forma que possa ser prejudicado, só para contratar imediatamente um novo trabalho.


4- O cliente é quase sempre chorão: Se ninguém se queixou sobre seus preços, é hora de mudá-los.


5- Defina um mercado: Você escolhe se quer atender o publico A, B ou C. Pesquise, invista e ofereça serviços de QUALIDADE dentro dos padrões de exigência de cada classe, isso resume o quanto você valoriza a si mesmo. Quando todos buscam atender o mesmo público, as melhores oportunidades de lucro estão onde ninguém dá a devida atenção.


6- Porque custa tanto: Muitas vezes eu pensei "meu cliente nunca vai pagar o que eu sei que o meu trabalho vale." Na maioria das vezes eu estava errado. Quando tenho a oportunidade de explicar o meu projeto e mostrar a qualidade dos meus serviços, consigo fazer o cliente calcular o custo do seu sonho e a responsabilidade de fazê-lo acontecer.


7- Trabalho excepcional com preço justo: Um produto comum vale um preço normal. Se você deseja trabalhar com produtos extraordinários terá que cobrar o valor adequado, pois quanto mais se oferece mais o cliente espera e exige. Essa exigência muitas vezes requer mais tempo e mais pessoas envolvidas e a sua margem de lucro precisa estar de acordo.


8- O custo do tempo: O ditado "tempo é dinheiro" é preciso. Certifique-se de incluir um custo por hora em seu preço.


9- Seu preço: Não se preocupem com os preços dos seus concorrentes. Cada um de nós temos nossos próprios conjuntos de talentos e executamos nossos próprios negócios de formas diferentes.


10- Aprenda a dizer não: Devemos sempre tentar adequar os orçamentos dos nossos clientes, mas há momentos em que temos que dizer: "Sinto muito, não posso fazer."


Já ouvi comentários favoráveis e desfavoráveis sobre o ano passado. Se você teve um ano lucrativo, ou pensa que os negócios em 2020 poderiam estar melhores, por favor, compartilhe com a gente e nos conte tudo como você fez para controlar a evasão?


Autor Denys Benvenutti

22 visualizações

Rua Francisco Severiano dos Santos, 791 - Vila Nova - Porto Belo - SC - CEP 88210-000

Todos os direitos reservados  Wedding Xperience Brasil - CNPJ 07.708.302/0001-68

entre em contato pelo WhatsApp: (47) 99192 4545